Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Quais indicadores de desempenho sua indústria necessita?

22 de abril de 2020
Gestão
Quais indicadores de desempenho sua indústria necessita?

Os indicadores de desempenho industrial são fundamentais tanto para avaliar os processos atuais da planta quanto para desenvolver melhores estratégias no futuro.

Mensurar a qualidade dos produtos e dos processos, fazer controle de estoque e manter uma rotina de avaliação de alguns indicadores que servem como exemplos de KPIs (indicadores chave de desempenho) ajudam muito uma empresa na hora de tomar decisões que visam melhorar os resultados da sua planta.

Alguns desses KPIs são:

  • Tempo médio de fabricação;
  • Tempo de produção geral;
  • Tempo de preparação;
  • Satisfação de clientes;
  • Satisfação dos colaboradores.

São alguns exemplos de KPIs (indicadores chave de desempenho) que servem como uma bússola na hora de tomar decisões que visam melhorar os resultados da sua planta.

O planejamento estratégico da produção, com o objetivo de aumentar a capacidade produtiva e diminuir os possíveis desperdícios de recursos, bem como o desgaste das máquinas e as manutenções periódicas e corretivas são pontos de avaliação que podem e devem ser adicionados à sua base de dados para assim ser estabelecida uma rotina de análise.

Cada indústria tem o seu diferencial de processos e escolhe seguir por diferentes teorias da administração. Algumas criam a sua própria metodologia, baseada nas práticas que melhor se adaptam aos seus colaboradores, e desse ponto partimos para uma questão bem mais ampla.

3 Indicadores de desempenho fundamentais para sua planta

Associar indicadores de desempenho com “termômetros” é uma ótima analogia para esse assunto. A função destes indicadores é diagnosticar a situação da sua planta para a adaptação ou até mesmo a reestruturação de processos quando necessário.

Indicador OLE – Overall Labor Effectiveness

OLE é o indicador de Eficácia Geral do Trabalho, e sua função é analisar o resultado somado de três pilares da produtividade, sendo eles:

  • Disponibilidade: Indicador percentual do total do tempo trabalhado pelos colaboradores em relação ao que é produzido. Descansos não programados, por exemplo, diminuem esse resultado;
  • Desempenho: Mede quantas peças (ou entregas) foram produzidas em relação ao total previsto;
  • Qualidade: Indica o percentual da produção que não apresentou defeitos.

Com todos os percentuais em mãos, o cálculo de OLE é bem simples: Transformamos todos os resultados percentuais em números decimais e multiplicamos os três. O resultado é transformado em porcentagem novamente.

O cálculo então é feito como no exemplo: 0,85*0,96*0,98 = 0,79968, que, se arredondado, fica em 80% de OLE. Quanto mais alta for essa porcentagem, melhor será o seu indicador.

Indicador OTIF – On-time In-full

Se o primeiro indicador tem o seu foco voltado para dentro da empresa, o indicador OTIF tem o seu Norte no cliente. Esse parâmetro indica o desempenho, a qualidade e o nível de serviço do setor de logística da planta. A sigla, que está em inglês, forma a frase On-time In-full, e pode ser traduzida para algo como “No prazo, Na totalidade”.

No prazo significa que a empresa está cumprindo com o prazo acordado com o cliente e está fazendo as suas entregas conforme a programação. Na totalidade indica que nada faltou na entrega do produto e que todas as características exigidas foram atendidas.

Aqui no Blog do ERP, nós já abordamos esse indicador e preparamos um artigo completo falando somente sobre o OTIF, como fazer o cálculo e como otimizar esse indicador.

Indicador OEE – Overall Equipment Effectiveness

O indicador OEE é o demonstrativo da Eficiência Global dos Equipamentos da indústria. Nesse caso, fatores como a ociosidade dos equipamentos, o tempo dos processos e os possíveis retrabalhos gerados fornecem um panorama completo de todo o funcionamento da empresa.

Esse é um ótimo KPI para indicar o rumo da operação e se a entrega será acima ou abaixo da meta. Esse é um dos indicadores de desempenho mais utilizados em indústrias de manufatura, especialmente as que seguem um sistema de produção enxuta, como o lean manufacturing.

A análise de OEE é um pouco mais complexa, mas nós também temos um artigo completo sobre esse indicador aqui no nosso Blog, e lá você também vai entender como fazer o cálculo completo das variáveis.

A importância da qualidade de vida no trabalho

Se considerarmos que para uma indústria funcionar, os 2 fatores, colaboradores e máquinas, são a base do negócio, temos um cenário onde 50% da eficiência da indústria depende de equipamentos funcionando corretamente e os outros 50% da qualidade de vida no trabalho.

Portanto, é válido considerar que os indicadores de desempenho, por si só, não são garantia de melhoria para a sua planta. É necessário que haja investimento em recursos humanos com o objetivo de criar um ambiente funcional.

Cabe aqui um exemplo de análise científica e uma indicação de série com informações relevantes: 100 Humanos é uma série da Netflix onde 100 pessoas participam de vários testes cegos, entre esses testes, destacamos o episódio 05 da primeira temporada para referenciar a importância da autoestima do funcionário.

Nesse episódio, 100 pessoas foram testadas em uma situação que representava uma linha de produção. Ficou comprovado que as pessoas trabalham 10% a mais quando estão sob pressão, porém apresentam resultados piores nas suas tarefas quando são criticadas (improdutivamente) por sua performance. Em contrapartida, esse estudo provou matematicamente que nossos resultados são ainda melhores quando somos elogiados.

É interessante associar essas informações com uma teoria comumente abordada nas graduações de Administração: A pirâmide de Maslow, usada para ilustrar a “Teoria da motivação humana”, obra publicada por Abraham Maslow em 1954:

pirâmide de Maslow

A ideia dessa representação indica que: quanto mais as nossas necessidades básicas são preenchidas, mais o ser humano se sente completo para realizar as suas atividades.

A importância de medir o desempenho dos colaboradores é um processo complexo e variável. Contudo, podemos montar um panorama geral da indústria elencando 3 tipos de indicadores de desempenho que se encaixam na maioria dos processos fabris.

Para ter uma análise completa dos indicadores de desempenho da sua planta é necessário que as informações sejam muito bem armazenadas, facilmente acessadas e atualizadas. Nesse caso, um sistema de gestão é a melhor solução.

Uma sugestão é que você procure por um ERP construído estrategicamente para as indústrias e a nossa equipe pode te ajudar nesse processo. Preparamos um dashboard interativ especial para você! Com essa ferrameta você vai conseguir simular algumas análises e entender ainda mais sobre gestão por indicadores.

Comentários

Tags Relacionadas gestão industrial
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se