Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Indicador OEE: Como calcular a efetividade de sua planta?

15 de maio de 2019
Gestão
Indicador OEE: Como calcular a efetividade de sua planta?

Recentemente, nós abordamos aqui no Blog do ERP os principais indicadores de produtividade nas indústrias, e um que não poderia ficar de fora era justamente o indicador OEE, já ouviu falar? Muitos gestores de indústrias ainda têm dúvidas sobre como calculá-lo efetivamente e como transformá-lo em um plano de ações, mas esse índice é fundamental para mensurar a eficiência de toda a sua planta e seus sistemas de produção!

Pensando nisso, nós preparamos um artigo específico sobre esse tema, de forma a te explicar tudo o que você precisa saber sobre esse indicador e a importância dele para a análise de seus resultados, bem como o direcionamento da sua gestão da produção industrial!

O que é o indicador OEE?

OEE (Overall Equipment Effectiveness, ou Efetividade Global do Equipamento) é um percentual que demonstra principalmente a ociosidade de seus equipamentos, o tempo de seus processos e os retrabalhos gerados, permitindo que você tenha um panorama completo de todo o funcionamento da sua planta.

Não à toa, esse é um dos indicadores mais utilizados em indústrias de manufatura, especialmente as que seguem um sistema de produção enxuta, como o lean manufacturing.

Como calcular o indicador OEE na sua indústria?

Este indicador leva em consideração três variáveis importantes: disponibilidade, performance e qualidade das operações. Para avaliar o percentual de forma assertiva no cenário da sua indústria, entenda como calcular com precisão cada uma dessas variáveis:

Disponibilidade

Este aspecto da sua produtividade reflete basicamente os eventos e interrupções que impactam a sua linha de produção e, automaticamente, a disponibilidade de seus recursos produtivos.

Geralmente, essas paradas são causadas por falta de materiais ou de instruções, falhas nos equipamentos, falta de manutenção das máquinas ou o tempo estabelecido nos setups. No eBook “10 Causas de perdas nas indústrias”, nós explicamos mais sobre esses impactos!

Nessa variável, são considerados o tempo de produção programado dividido pelo tempo disponível para produção em minutos.

Vamos a um exemplo: Uma indústria de equipamentos de segurança programa uma de suas máquinas para trabalhar por 2 turnos de 6 horas, somando 12 horas de produção por dia, com uma parada programada de 01 hora.

Esse intervalo para manutenção preventiva, troca de turno ou checagem de segurança não é levado em conta em nosso cálculo de disponibilidade do indicador OEE, porém, deve ser avaliado paradas inesperados, para manutenção corretiva por exemplo. Portanto, caso haja uma falha no equipamento que provoque uma interrupção de duas horas em um dos turnos, esse tempo deve ser subtraído em nosso cálculo.

Assim, a nossa conta seria:

  • Tempo programado para produzir = 12 x 60 = 720 minutos (12 horas)
  • Tempo produzindo = 720 – (2 x 60) = 600 minutos (10 horas)
  • Disponibilidade = 600 / 720 = 0,83

Multiplicando o nosso resultado por 100, chegamos a conclusão de que apenas 83% da disponibilidade da planta está sendo aproveitada, ao invés de 100%.

Aqui vale ressaltar que imprevistos podem surgir sim, mas uma estratégia de redução dos riscos e paradas inesperadas é essencial para potencializar a produtividade de uma indústria!

Performance

No indicador OEE, o índice de performance representa a porcentagem da velocidade de produção atual dos equipamentos em relação a velocidade para qual as máquinas foram projetadas.

Nesse aspecto, os principais fatores que influenciam são a falta de instruções adequadas, capacitação e eficiência dos profissionais e, inclusive, a disposição da planta e do estoque.

Voltando ao exemplo da indústria de equipamentos de segurança: Já sabemos que os equipamentos são programados para trabalhar 2 turnos de 6 horas, além da pausa de 1 hora por dia, mas sofreram uma interrupção de 2 horas. Para o nosso cálculo, vamos supor que a máquina foi projetada para fabricar 1 peça por minuto, mas nesse dia, atuou em velocidade reduzida e produziu apenas 550 peças.

Dessa forma, o cálculo da performance seria:

  • Tempo programado para produzir = 12 x 60 = 720 minutos (12 horas)
  • Tempo produzindo = 720 – (2 x 60) = 600 minutos (10 horas)
  • Tempo que deveria ser gasto para produzir as 550 peças = 550 x 1 min = 550 minutos (9 horas e 10 minutos)
  • Performance = 550 / 600 = 0,91

Multiplicando o nosso resultado por 100, chegamos a conclusão que a performance do equipamento nesse dia foi equivalente a apenas 91% de sua capacidade.

Qualidade

Até aqui, nós avaliamos a disponibilidade de produção e a performance dos equipamentos, mas e a qualidade dos produtos? Será que é satisfatória?

Nesse aspecto do indicador OEE, nós devemos considerar os retrabalhos e produtos que foram descartados por não alcançarem os parâmetros de qualidade estabelecidos.

Voltando ao nosso exemplo: A indústria de itens de segurança que comentamos possui equipamentos operando 12 horas por dia, e no dia em que fizemos a análise, houve uma falha em uma das máquinas, que conseguiu produzir apenas 500 peças. No entanto, desses 500 itens, 50 apresentaram defeitos.

Dessa forma, nosso cálculo de qualidade é:

Qualidade = (500 – 50) / 500 = 0,9

Assim, se multiplicarmos nosso resultado por 100, chegamos a conclusão de que o índice de qualidade equivale a 90% do que foi produzido esse dia.

Indicador OEE

Com o resultados das 3 variáveis, o cálculo do indicador OEE da indústria do nosso exemplo se torna bem simples:

Indicador OEE = Disponibilidade x Performance x Qualidade

OEE = 0,83 x 0,83 x 0,90 = 0,620 = 62%

Como saber se o seu indicador OEE é positivo?

Agora, você já sabe como calcular o seu indicador OEE, mas sem parâmetros fica difícil saber se o seu resultado é realmente bom, não é mesmo?

Para isso, existe o World Class OEE, um índice utilizado para o benchmark de indústrias do mundo todo. O estudo em diferentes plantas, de diversos portes e segmentos de indústrias, estima que as plantas mais eficientes apontam uma média de 85% no indicador OEE.

Seguindo os padrões World Class OEE, você pode considerar as seguintes metas para as suas variáveis:

  • Disponibilidade: 90%
  • Performance: 95%
  • Qualidade: 99%

E então, como está o indicador OEE da sua indústria? O seu índice de Efetividade Global do Equipamento está atendendo às expectativas da produção industrial?

Nós criamos um dashboard interativo e gratuito sobre as vantagens e estratégias da gestão por indicadores. Acesse e confira na prática como transformar os números da sua indústria em planos de ações e melhorias!

Gestão por indicadores

Comentários

Tags Relacionadas indicadores
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se