Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

5 Cuidados com a gestão de fornecedores na indústria

21 de novembro de 2019
Gestão
Gestão de fornecedores

Uma das estratégias mais importantes para a lucratividade, produtividade e qualidade de uma indústria, a gestão de fornecedores desempenha um papel fundamental na competitividade da marca e na fidelização de clientes.

A atenção na escolha, na certificação e no acompanhamento de fornecedores é um dos princípios para otimizar o Gerenciamento da Cadeia de Produção (Supply Chain Management), especialmente em ciclos produtivos que envolvam o beneficiamento externo.

Assim, a gestão de fornecedores deve ser vista não só como um processo rotineiro, mas principalmente como uma oportunidade para agilizar o lead time, reduzir os custos de produção, se preparar adequadamente para a sazonalidade das vendas e o prazo médio de recebimento, garantir melhor controle de recursos, bem como potencializar a capacidade de negociação, atendimento à demanda e a qualidade das entregas.

Confira os principais pontos de atenção para gerenciar os fornecedores da sua indústria de forma ágil, eficiente e segura, promovendo parcerias mais duradouras e rentáveis!

O que não pode faltar na gestão de fornecedores da sua indústria

1. Certificação e homologação de fornecedores

Os cuidados com a gestão de fornecedores devem ser considerados antes mesmo da escolha e contratação, exigindo uma avaliação detalhada sobre o potencial e a capacidade de cada fornecedor em atender às necessidades e particularidades da sua produção.

Portanto, realize a correta homologação de todos os seus parceiros, certificando-se de que apresentem antecedentes estáveis, documentos que comprovem a eficácia dos itens fornecidos, estejam em dia com as exigências fiscais e possuam as condições técnicas, financeiras e logísticas adequadas para a sua indústria.

2. Formalização de negociações e contratos

Toda relação, pessoal ou profissional, deve ser baseada na confiança, na transparência e no comprometimento mútuo, concorda? Ambos os lados devem ter clareza sobre suas expectativas, responsabilidades e compromissos, especialmente quando falamos em um contrato de fornecimento e parceria!

Formalizar todas as cotações, negociações e compras otimiza significativamente o trabalho de pesquisa, contratação e gestão de fornecedores, possibilitando ainda maior controle e credibilidade a longo prazo.

3. Multiplicidade da rede de fornecimento

Além de contar com uma carteira de fornecedores recorrentes, construir uma rede de contatos estratégicos é essencial para garantir soluções ágeis e precisas em casos de atrasos ou problemas com a sua matéria-prima, demanda e produção.

Pensando nisso, avalie orçamentos com fornecedores próximos e com possibilidade de pronta entrega para ter sempre um plano B e, assim, evitar ficar refém de um único fornecedor. Em conjunto a essa estratégia, manter um estoque de segurança também é um cuidado indispensável, especialmente se a demanda da sua indústria e o tempo de entrega de seus produtos variam muito.

Nesse processo, considere a sazonalidade, os históricos, as projeções de vendas e os materiais cruciais para a sua produção. Entenda como calcular o seu estoque de segurança!

4. Monitoramento de prazos e entregas

Esse acompanhamento deve acontecer diariamente e é um dos maiores pontos de atenção para evitar atrasos, prejuízos e paradas na produção. O requisito básico para uma gestão de fornecedores eficiente é sempre atualizar e monitorar todos os dados referentes a orçamentos, concessões, datas de entrega previstas x realizadas, conformidade dos produtos entregues, bem como pedidos em andamento, cancelados ou alterados.

São essas informações que possibilitam o estabelecimento de medidas corretivas e preventivas em tempo hábil, fundamentam decisões mais assertivas, garantem maior confiabilidade dos produtos e controlam impactos negativos sobre a produção e a satisfação do cliente final.

5. Implantação de um sistema ERP

Muitas empresas ainda não têm clareza sobre as melhores estratégias para otimizar a gestão de fornecedores na rotina da produção, mas a implantação de um sistema de gestão com foco nos processos industriais pode transformar todo esse processo, desde a fase de homologação até o acompanhamento do dia a dia.

Um ERP sistematiza a avaliação de fornecedores, certificando as parcerias com base nos históricos de cotação, compras e entregas. Assim, você consegue avaliar qual fornecedor geralmente atrasa com os pedidos e apresenta menor margem de negociação, ou problemas de qualidade, por exemplo.

O software ainda controla listas de preços e fornecedores, apresentando funcionalidades específicas para consultas e relatórios completos, com dados sempre atualizados em tempo real, integração automática e registro de documentos.

Além disso, um ERP industrial contribui com a gestão integrada de todos os seus departamentos e processos, desde o seu controle de estoque, financeiro e contábil, até a sua engenharia de produção.

Se quiser conhecer na prática tudo o que um sistema de gestão tem a oferecer para a sua indústria, agende uma demonstração gratuita do nosso ERP com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas!

Comentários

Tags Relacionadas Gestão de fornecedoresGestão de Indústrias
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se