Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

5 Técnicas para potencializar o seu fluxo de produção

28 de fevereiro de 2019
Gestão
Fluxo de produção

Um fluxo de produção ágil e contínuo é o primeiro passo para a lucratividade e a produtividade da sua indústria! Afinal, entender a sequência adequada de cada etapa do seu processo de produção permite o atendimento aos prazos, a gestão eficiente dos recursos, a eliminação de retrabalhos e atividades desnecessárias, bem como a redução de desperdícios e prejuízos na rotina da sua equipe.

Para isso, o seu fluxo de produção deve partir de uma visão estratégica e detalhada de suas atividades administrativas e operacionais, integrando todos os setores da sua indústria. Assim, é possível avaliar a ordem de prioridade de cada tarefa, ter clareza sobre os recursos e os profissionais envolvidos, evitar a ociosidade por falta de materiais ou de instruções, além de perceber eventuais falhas de procedimento ou sequenciamento em seus processos.

Existem diversos métodos e sistemas que podem te ajudar com a otimização do fluxo de produção e o mapeamento de seus processos. Nesse artigo, vamos abordar 5 ferramentas práticas e assertivas, capazes de te ajudar na identificação de gargalos, prevenção e estimativa de custos, delimitação de funções e processos, bem como no estabelecimento de ações preventivas e corretivas. Entenda cada uma delas!

5 ferramentas para otimizar seu fluxo de produção

BPM

O BPM, ou Business Process Management (Gerenciamento de Processos de Negócio), é uma abordagem gerencial que tem como objetivo sistematizar e facilitar processos organizacionais complexos, envolvendo colaboradores, sistemas, ferramentas e fatores internos e externos da empresa.

Com foco na automação e na otimização do fluxo de atividades, o BPM estabelece ciclos de produção divididos em 6 etapas: planejamento, análise, desenho, implementação, monitoramento, controle e refinamento, atuando como um suporte às metas e às decisões corporativas.

Matriz GUT

A Matriz GUT é uma ferramenta utilizada para a priorização de processos e a resolução de problemas, com base em 3 fatores: gravidade, urgência e tendência (o que dá origem à sigla GUT).

Na maioria das vezes, a Matriz GUT é aplicada em conjunto a outras ferramentas, como a Análise SWOT, o Ciclo PDCA ou o Diagrama de Pareto, orientando estratégias, tomadas de decisão e projetos a partir da ordem de relevância e execução.

Kanban

O Kanban, também conhecido como gestão visual, é um sistema que tem como finalidade potencializar o fluxo de produção e o atendimento às demandas.

Uma estratégia utilizada pelo sistema de produção Lean Manufacturing (Produção Enxuta), o Kanban foi desenvolvido pelo engenheiro da Toyota, Taiichi Ohno, e organiza os projetos conforme a prioridade, entre a lista de tarefas a fazer, em andamento, e concluídas.

5W2H

Um importante guia para o seu fluxo de produção, o 5W2H é uma ferramenta que visa otimizar a implementação de ideias e iniciativas, a partir de um checklist focado na agilidade e assertividade dos processos. O nome vem dos 7 aspectos que direcionam essa metodologia: What, Why, Where, When, Who, How e How Much (O que, Por que, Onde, Quando, Quem, Como e Quanto).

Dessa forma, esse sistema auxilia no mapeamento e na fundamentação das atividades, prevendo o que será produzido, os equipamentos e os recursos envolvidos, os custos, as demandas e todo o cronograma de execução.

ERP

Um ERP, ou Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos da Empresa), é um software de gestão que integra os principais processos de uma empresa. O propósito desse sistema é justamente possibilitar um fluxo de informações único, contínuo e consistente, com uma visão completa e aprofundada sobre as atividades da sua indústria.

Assim, o ERP contribui com todo o planejamento, a programação e o controle da manufatura, a partir da integração automática de cada setor, sendo essencial para o gerenciamento eficiente dos processos da sua produção.

Além disso, um sistema ERP possibilita a documentação de todo o seu fluxo para análises futuras e o atendimento às obrigações fiscais e tributárias.

Se você quiser saber mais sobre como um sistema de gestão pode otimizar o seu fluxo de produção e, inclusive, te ajudar na implementação das outras 4 estratégias que comentamos nesse artigo, converse com a nossa equipe e agende uma demonstração gratuita para entender na prática tudo o que um ERP tem a oferecer para a sua indústria!

Comentários

Tags Relacionadas
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se