Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Como controlar os custos e despesas de sua indústria

17 de setembro de 2021
ERP
custos e despesas

Fazer a gestão de custos e despesas é uma necessidade que qualquer negócio precisa se atentar, afinal, é essa organização feita de maneira coordenada que vai ajudar uma empresa a ter lucro no final de um período. Muitas pessoas confundem o conceito de custo e o de despesas. Apesar de parecer que eles tratam da mesma coisa, você vai entender que não é bem assim. 

Uma coisa é certa: conter e organizar tanto os custos como as despesas é fundamental. Isso porque a economia é bastante volátil, e a sua indústria precisa estar preparada e ter uma reserva financeira para qualquer imprevisto. Exemplo disso foi o aumento dos preços de matéria-prima em 2021, decorrente da pandemia de coronavírus em 2020. Dados de julho de 2021 divulgados no balanço da FGV, mostraram que o IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado) teve alta de 33,83%. 

Para as indústrias, acompanhar as variações nesse índice é fundamental, afinal, ele mensura as variações nos preços do mercado englobando todo o processo produtivo e não apenas atividades-fins. Logo, contribui para todas as etapas da Supply Chain e ajuda os segmentos da manufatura a se adequarem e prepararem suas contas até mesmo para o repasse ao consumidor final. 

Isso só mostra o quanto é importante controlar os custos e despesas para não ter que lidar com problemas financeiros na sua indústria. Mas antes de saber mais sobre como fazer o controle de gastos, é importante entender esses conceitos, suas diferenças e como mapeá-los. Além disso, vamos te apresentar como a tecnologia oferece todo o suporte para que a sua empresa consiga gerenciar tudo isso de maneira mais automatizada. 

Qual a diferença entre custos e despesas?

A principal diferença entre o custo e a despesa é que o primeiro está relacionado diretamente com as atividades-fim do negócio, por exemplo, a compra de matérias-primas. Já o segundo, são gastos que a sua indústria terá, mas que não tem relação direta com o produto final, como manutenção de máquinas e outros gastos administrativos. 

Todas essas informações precisam estar contidas no relatório contábil da sua empresa, que é onde todas as informações sobre ganhos e gastos devem estar para você identificar o momento em que você está e se o seu negócio é realmente lucrativo. 

Nesse contexto, não é exagero dizer que os custos e despesas são os dois indicadores de maior importância para manter a saúde do seu negócio. 

Para entender com mais precisão e detalhes, separamos a seguir um detalhamento maior sobre os dois conceitos e o que deve ser calculado como custo e também despesa. Além disso, vamos falar sobre os diferentes tipos de custo para você conseguir mapear tudo com o máximo de detalhes:

O que é custo?

Os custos representam a somatória de gastos necessários para que a empresa realize suas atividades de maneira mais específica, ou seja, está totalmente relacionado às necessidades do produto final. Esse conceito irá corresponder ao consumo de tudo aquilo que é fundamental para manter o seu estoque e produção. Ou seja, sem algum desses itens, não é possível entregar o produto final. 

Existem 4 principais tipos de custos. São eles:

Custos diretos: 

São aqueles atribuídos aos produtos ou serviços da indústria que a empresa atende, ou seja, são valores fundamentais que precisam estar contidos para fazer a precificação do produto final. Eles costumam ser mais fáceis de serem identificados e mapeados. 

Custos indiretos: 

Os custos indiretos são aqueles que são fundamentais para o funcionamento da indústria, mas não tem relação direta com o produto final. São eles: água, luz, internet (se necessário), aluguel, etc. Por serem indiretos, eles não são considerados no detalhe para a precificação dos produtos, apenas um rateio incorporado ao cálculo final. 

Custos fixos: 

Os custos fixos são aqueles que não sofrem variação de valor ao longo do tempo, independente do quanto foi produzido no mês, por exemplo, salário e o aluguel (como podemos ver, um custo indireto também pode ser fixo). Isso significa que em um determinado período, o valor de custo será o mesmo, sofrendo pouca ou nenhuma variação. 

Custos variáveis: 

Indo na retaguarda dos fixos, os custos variáveis são influenciados pela produtividade e demanda de uma indústria. Ou seja, no mês que a empresa produz mais, os custos são maiores com energia e matéria-prima. 

Exemplos de custos:

  • Matéria-prima;
  • Mão de obra;
  • Gastos com produção;
  • Embalagens (quando necessário);
  • Limpeza e conservação de máquinas.

O que são despesas?

As despesas podem contemplar alguns tipos de custos também, mas no geral, ela se refere aos gastos relativos à administração de uma empresa, ou seja, áreas comerciais, marketing, financeiro, administrativo, etc. 

Isso significa que apesar de ter bastante impacto nos custos voltados à operação, as despesas estão mais na retaguarda. Por essa razão, não há como dizer que não existe uma relação entre custos e despesas, na verdade, são bastante complementares.

Alguns exemplos de despesas que podemos citar, são:

  • Investimentos em sistemas para controle financeiro e administrativo;
  • Aluguel;
  • Contas de luz, água, internet;
  • Investimento em marketing;
  • Materiais de escritório.

Como a tecnologia pode ajudar na gestão de custos e despesas?

Sabemos que fazer a gestão de custos e despesas é muito importante para qualquer indústria, afinal, esses dois indicadores são fundamentais para garantir e identificar o lucro da sua empresa. Mas como fazer isso com tamanha granularidade e nível de detalhes?

Com tecnologia! Você sabia que um sistema ERP é capaz de mapear e fazer toda a gestão de custos do seu negócio? Isso porque com um sistema de gestão integrada, você pode contar com máxima transparência e alinhamento de todas as áreas do seu negócio, com isso, também os gastos e investimentos em cada uma delas. 

Além disso, a ferramenta oferece dashboards para que você consiga entender de maneira mais visual o momento da sua empresa, o que ajuda na tomada de decisões. 

Quer saber mais sobre os benefícios de um ERP para organizar custos e despesas da sua indústria? Conte com a ABC71, a pioneira na criação de sistemas de gestão para a indústria! Solicite agora mesmo um orçamento. 

Comentários

Tags Relacionadas
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se