Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se

Giro de estoque nas indústrias: Aprenda a calcular

16 de janeiro de 2019
Gestão
Giro de estoque

Você acompanha o tempo que cada produto fica parado no seu estoque? Monitora os desperdícios por validade ou obsolescência? O giro de estoque é um importante indicador para compreender esses fatores, direcionando a administração de suas mercadorias e matérias-primas conforme a frequência e o volume de suas vendas.

Além disso, esse indicador te ajuda a avaliar a saúde financeira do seu estoque e a trabalhar com a minimização dos custos e recursos, sem apresentar falta de disponibilidade ou perda de qualidade. Entenda como calculá-lo e acompanhá-lo!

Como calcular o giro de estoque?

Apurar o giro de estoque é muito simples, no entanto, é preciso contar com dados concretos e confiáveis para calculá-lo de forma assertiva. Primeiro, defina o período a ser analisado, como um mês, um semestre ou um ano, e então siga a seguinte fórmula:

    Giro de Estoque = Volume de vendas (equivalente ao período a ser analisado) / Volume médio de estoque (volume de estoque inicial + volume de estoque final no período / 2)

Exemplo:

  • Volume de vendas: 8.000 unidades ao ano;
  • Volume médio de estoque: 1.000 unidades;
  • Giro de estoque: 8.000/1.000 = 8 giros ao ano.

Ou seja, se uma indústria de embalagens vende 8.000 garrafas por ano, e seu volume médio de estoque é de 1.000 unidades, significa que o estoque foi reabastecido 8 vezes no ano.

No caso de indústrias que vendem produtos variados, ao invés de calcular o giro de estoque por produto, o ideal é fazer o cálculo com base em valores:

Exemplo:

  • Volume de vendas: R$ 6.000,00 ao ano;
  • Volume médio de estoque: R$ 2.000,00;
  • Giro de estoque: 6.000/2.000 = 3 giros por ano.

Otimize a gestão do seu estoque

Contar com informações como o giro de estoque, de forma prática e atualizada, é fundamental para estabelecer um planejamento de compras e produção eficiente, bem como administrar o seu estoque e toda a sua cadeia de suprimentos sem desperdícios e prejuízos.

Além disso, é preciso acompanhar a pontualidade e qualidade dos fornecedores, o prazo de validade das mercadorias, o nível mínimo de estoque que deve manter de um determinado produto, os valores pagos e os valores repassados, entre outros fatores que influenciam o seu lucro e a sua produção.

Para lidar com esse alto fluxo de informações e garantir decisões assertivas, um sistema de gestão é indispensável, apresentando módulos e funcionalidades que te ajudam com o monitoramento das entradas e saídas de produtos, períodos de armazenamento e toda a gestão do estoque.

Entenda como um ERP pode transformar cada etapa e processo da sua produção, potencializando o seu giro de estoque e maximizando os lucros da sua indústria!

Comentários


Tags Relacionadas
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se