Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Gestão de terceiros: Como administrar fornecedores de matéria-prima?

22 de setembro de 2020
Gestão
Gestão de terceiros

Nas rotinas de uma indústria, é comum manter contato com dezenas de fornecedores, e qualquer um deles, até certo ponto, pode representar um risco para as operações, marca ou clientes, caso a matéria-prima fornecida apresente qualidade inferior ao padrão com que a sua planta opera. Além disso, a gestão de terceiros é uma tarefa difícil, exigindo tempo, atenção, organização e recursos.

Um bom começo é tratar os distribuidores como verdadeiros parceiros, não apenas fornecedores, visando ter abertura de negociação e acesso a condições especiais que beneficiem ambas as partes. Nessa relação, a indústria é beneficiada pelo preço acessível da mercadoria, reduzindo custos de produção, e o fornecedor ganha um cliente assíduo, que compra em grandes quantidades.

Considerando a relação entre a indústria e os seus fornecedores com a perspectiva acima, o resultado é uma conexão intrínseca entre ambas as partes e, a partir desse ponto, o que uma empresa faz ou decide afeta a outra para melhor ou para pior. Nesse ponto é essencial que a sua indústria seja capaz de monitorar, gerenciar e colaborar com toda a sua base de suprimentos de forma mais ampla e eficaz do que nunca.

Por que a indústria precisa da gestão de terceiros?

Com uma gestão de terceiros proativa e automatizada, a indústria garante alguns benefícios que afetam positivamente a produção como um todo:

  • Custos de gerenciamento anuais mais baixos por fornecedor;
  • Melhor resposta a incidentes de abastecimento;
  • Integração mais rápida com novos distribuidores;
  • Execução de abastecimento mais eficiente.

Os problemas gerados pela falta dessa gestão são, de certa forma, invisíveis até que a gestão comece a procurar formas de otimizar o processo. Para saber se a falta de gestão de terceiros está afetando a sua planta, pense nessas questões:

  • A minha indústria está pronta para um evento da cadeia de suprimentos ao qual precisamos responder rapidamente?
  • Como podemos gerenciar os principais dados e documentos dos meus fornecedores de forma mais eficaz?
  • Como podemos tornar o processo de integração com novos fornecedores mais eficiente?
  • Como podemos garantir um nível mais alto de compliance do fornecedor?
  • Como reduzir a carga de trabalho de gerenciamento de fornecedores para as equipes técnicas, de compras e de controle de qualidade?
  • Como a tecnologia pode nos ajudar a gerenciar os fornecedores de maneira mais eficaz e eficiente?
  • Temos rápido acesso a todas as informações sobre os nossos fornecedores e seus compromissos conosco?

Essas perguntas podem apontar uma necessidade de gerenciamento que a sua indústria só conseguirá suprir caso uma solução sistêmica atenda a essa demanda de forma específica, e a ABC71 conta com um conjunto de módulos focados na gestão de terceiros.

O nosso sistema permite o gerenciamento de movimentações internas de estoque entre clientes e fornecedores, apresentando as funções ideais para operações dirigidas com industrialização para terceiros ou beneficiamento externo. Essa funcionalidade garante total controle dos materiais, toda a documentação e tratamento fiscal para cada movimentação.

Como usar um sistema a favor da gestão de terceiros?

A implementação de um ERP focado em indústrias é essencial para gerenciar os seus fornecedores de matéria-prima, mas algumas técnicas administrativas usadas em conjunto com esse sistema garantem uma gestão ainda mais eficiente. Abaixo, nós listamos 3 estratégias que a sua planta pode adotar:

1.    Comunique-se uma vez, alcance muitos

É comum um gestor de Recursos Humanos chamar os colaboradores da empresa de “clientes internos”. Essa tratativa reforça a ideia de tratar os profissionais da sua empresa tão bem quanto você trata os seus clientes. O mesmo conceito pode ser aplicado à sua base de suprimentos.

Da mesma forma que a sua empresa se comunica com os clientes e com os colaboradores, enviando e-mails coletivos por exemplo, o mesmo pode ser aplicado aos seus fornecedores. A comunicação pulverizada pode criar lacunas, principalmente para o setor de compras da indústria e essas falhas podem representar a perda de oportunidades comerciais que seriam facilmente evitadas caso a empresa se comunicasse de forma mais ampla.

2.    Mantenha todas as suas informações em um só lugar

Talvez em nenhum outro setor seja tão crítico ter acesso fácil e centralizado às informações como é no caso da cadeia de suprimentos e compras. Por exemplo, quando ocorre um incidente na cadeia de suprimentos (pense em segurança alimentar ou um recall), sua indústria precisa ser capaz de responder de forma rápida e completa.

É essencial que a sua indústria estabeleça uma maneira fácil de agregar e centralizar as informações. Para fazer isso o seu sistema precisa compilar facilmente todos os seus fornecedores em um só lugar e todas as partes interessadas precisam ter acesso, visando uma tomada de decisão mais uniforme da indústria.

3.    Tenha um planejamento para grandes contingências

Eventos inevitáveis que afetem a cadeia de suprimentos devem ser previstos e inclusos em um plano de ação contingencial. Algumas indústrias, como as de serviços públicos, implementam planos para desastres naturais em suas estratégias. Cada estratégia da cadeia de suprimentos requer previsão semelhante e planejamento conjunto para que eventos de interrupção possam ser gerenciados sem problemas.

A implementação dessas 3 estratégias em conjunto com um ERP desenvolvido para a indústria garante uma gestão de terceiros eficiente e produtiva para a sua planta. Entre em contato com os nossos consultores e saiba como implementar essa solução em seu negócio!

Comentários

Tags Relacionadas
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se