Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

O que você precisa saber sobre a ECD

2 de março de 2017
Gestão
ECD

A ECD (Escrituração Contábil Digital) integra o projeto SPED e possui o objetivo de substituir a escrituração em papel na entrega dos seguintes livros:

I – Livro Diário e seus auxiliares;

II – Livro Razão e seus auxiliares;

III – Livro Balancetes Diários, Balanços e fichas de lançamento comprobatórias dos assentamentos neles transcritos.

Instituída para fins fiscais e previdenciários, a ECD deve ser transmitida ao Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), e é validada apenas após a confirmação de recebimento ou, em alguns casos, após a autenticação pelos órgãos de registro.

Confira se a sua empresa deve ou não entregar a ECD, de acordo com as normas estabelecidas pelo SPED: clique aqui.

Publicada no Manual da Escrituração Contábil Digital, anexa ao Ato Declaratório Executivo nº 93/2016, desde o dia 07/02/2017 foi liberada a versão 4.0.0 da ECD que, agora, deve ser utilizada para a transmissão de todos os layouts.

 

Pontos importantes na entrega da ECD

A atenção e a análise de todas as informações são essenciais para evitar falhas e erros, além de dados mal informados ou incompletos. Para te ajudar durante essa validação, separamos alguns pontos que demandam maior cuidado na entrega da ECD:

 

  • Centro de Custo

A sugestão é que as contas patrimoniais sejam sem o Centro de Custo. Somente deve ser vinculado o Centro de Custo nas contas patrimoniais caso seja necessário para o seu negócio;

  • Plano de Conta

Busque ter o Plano de Contas como um facilitador para o seu negócio, mas pensando no vínculo das contas referenciais;

  • Históricos nos lançamentos contábeis

Cuidado: a palavra provisão deve ser usada somente quando for realmente um lançamento de provisão;

  • Vínculo entre Plano de Contas x Plano de Contas Referencial

Evite ser genérico utilizando o nome de conta sempre de “outro”. Esta opção deve ser utilizada apenas após serem esgotadas todas as possibilidades de contas especificas.  Uma dica é você optar por nomeações como:

  1. Outras Obrigações – Circulante
  2. Outros Créditos – Longo Prazo
  3. Outras Receitas Operacionais
  4. Outras Despesas Operacionais
  • Contas Transitórias

Quem utiliza contas transitórias deverão ser cadastradas no grupo de contas patrimoniais (ativo e passivo).

 

Além de todos os pontos citados acima, é sugerido que sejam atualizadas as tabelas dinâmicas referente aos planos de contas da RFB – L100, L300 (Lucro Real), P100, P150(Lucro Presumido), a cada liberação de novo PVA da ECF.

Você já deve ter percebido que o cumprimento dessa entrega exige muita organização. Dessa forma, para evitar erros e ter acesso a todas as informações necessárias, muitas empresas buscam por um Software de Gestão que sirva de suporte na emissão da ECD.

O Software de Gestão da ABC71 ajuda as empresas a realizarem esse processo com segurança nas informações geradas e entregues, evitando penalidades.

Comentários

Tags Relacionadas ecdecfSPED
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se