Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

7 Dicas importantes para o seu plano de produção e compras

29 de agosto de 2018
Gestão
Plano de produção e compras

Cada um dos processos de compra e produção na sua indústria influenciam seus resultados e suas estratégias, afinal, envolvem a qualidade de suas entregas, a movimentação de insumos, a organização financeira e diversos outros aspectos importantes para a sobrevivência e o desenvolvimento de uma empresa. Justamente por isso, um plano de produção e compras é fundamental, não só para evitar prejuízos e desperdícios, como gerar novas oportunidades de negócios, otimizar a sua rede de fornecedores e agilizar os processos.

Entenda como desenvolver um planejamento eficiente e como tirá-lo do papel!

Plano de produção e compras: 7 dicas para a sua estratégia

1. Conheça as suas demandas

O primeiro passo para garantir controle, economia, agilidade e assertividade para o seu plano de produção de compras é ter clareza sobre o que a sua indústria oferece ao mercado e qual é a demanda de cada um dos produtos e serviços.

Para isso, é importante analisar os históricos, definir os períodos sazonais e mapear todos os processos, visualizando as matérias-primas necessárias e identificando os gargalos da sua produção.

2. Fundamente o seu plano de produção e compras

Um estoque minimizado, capaz de atender às demandas e às emergências da sua indústria, é resultado de um plano de produção e compras que considera e analisa diversos aspectos. Pensando nisso, fundamente sempre sua estratégia de planejamento em análises dos pedidos de venda, tempo de produção e de ressuprimento, saldo, produtos com mais e menos saída, entre outros fatores que influenciam as suas entregas e a disponibilidade de seus materiais.

3. Escolha os fornecedores e parceiros certos

A sua indústria deve poder contar com fornecedores verdadeiramente comprometidos com a qualidade, competitividade e diferenciação dos produtos e serviços. Dessa forma, foque em parcerias que cumprem os prazos, realizam as entregas em conformidade com as exigências e, claro, a um preço justo. Só assim será possível potencializar a sua produtividade, maximizar os lucros e garantir a satisfação de seus clientes!

4. Previna-se de contratempos e invista na qualidade

Nunca encare a compra do material mais barato ou o adiamento da manutenção dos equipamentos como formas de economizar, porque como o próprio ditado diz, no final, o barato sai caro. Você pode sim apostar nos produtos com melhor custo-benefício, bem como definir as prioridades conforme o cenário econômico da sua indústria, no entanto, essas ações devem ser fundamentadas e coerentes.

Sempre considere cronogramas de manutenção e reforma, investimentos em inovação, além de tempo para medidas corretivas e novas estratégias no seu plano de produção e compras, possibilitando o desenvolvimento e a melhoria dos resultados!

5. Capacite os seus colaboradores

Pense bem: quanto valor e agilidade poderia agregar para os seus processos, se os seus colaboradores conquistassem maior expertise e experiência nas atividades que desempenham?

Pois é, se o foco da sua gestão é potencializar a produtividade e a qualidade na sua indústria, o seu foco também deve ser na capacitação e especialização de seus funcionários! Afinal, são eles que lidam diariamente com seus insumos, produtos e serviços, transformando-os em entregas e resultados.

6. Não basta planejar, acompanhe as estratégias!

Nenhuma das últimas 5 dicas fará muito sentido se você não as acompanhar periodicamente. Não dá para implementar uma nova ação na sua indústria e simplesmente esquecê-la, como se o trabalho tivesse acabado!

Por exemplo, como saberia que um fornecedor é realmente a melhor aposta, se o seu cronograma de manutenções e as suas compras condizem com a necessidade e a realidade da sua indústria, ou ainda, se os investimentos em capacitação da sua equipe estão valendo a pena?

Da mesma forma que é importante estipular metas e estratégias no desenvolvimento do seu plano de produção e compras, é preciso ter métricas para compreender o que traz resultado e o que deve ser repensado.

Se quiser saber mais sobre esse assunto, dê uma olhada em nosso artigo sobre indicadores KPI!

7. Automatize o processo

Todas as ações que mencionamos nesse artigo podem ser mais simples e práticas com a ajuda da tecnologia! A partir das funcionalidades de um sistema de gestão especializado em indústrias, você pode acompanhar e controlar todos os departamentos e processos de forma integrada, assegurando informações concretas para o seu plano de produção e compras.

Assim, você economiza tempo e dinheiro, desenvolve uma visão aprofundada sobre a gestão da sua indústria, evita falhas e prejuízos por erros humanos e informatiza todos os dados importantes para a sua tomada de decisão.

Se quiser saber mais sobre como um ERP pode te ajudar, entre em contato com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas.

Agora, se quiser saber mais sobre a importância do PCP e como diagnosticar as falhas nesse processo, confira o nosso eBook “10 Causas de Perdas nas Indústrias”!

[eBook] 10 Causas de perda nas indústrias

Comentários

Tags Relacionadas
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se