Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

7 Benefícios da padronização de processos nas indústrias

5 de abril de 2019
Gestão
7 Benefícios da padronização de processos nas indústrias

Uma visão clara e detalhada sobre cada etapa do seu ciclo produtivo é o primeiro passo para reduzir falhas, retrabalhos, tempo e dinheiro gastos de forma desnecessária, variações de qualidade e atrasos nas entregas da sua indústria. Assim, o mapeamento e a padronização de processos tornam-se essenciais para controlar as informações, os gaps e as oportunidades do seu negócio, viabilizando o planejamento e a fundamentação do trabalho da sua equipe.

Uma estratégia importante para qualquer empresa, independente do porte e do segmento, a padronização deve ser revista e atualizada sempre que necessário, visando:

  • Organizar e controlar todas as tarefas;
  • Identificar gargalos;
  • Prevenir processos longos e desnecessários;
  • Delimitar funções e responsabilidades;
  • Prever matérias-primas e equipamentos;
  • Economizar tempo;
  • Garantir o atendimento aos prazos;
  • Estimar e reduzir custos;
  • Auxiliar o treinamento de novos funcionários;
  • Otimizar os processos diários.

7 Maiores vantagens da padronização de processos

1. Otimização dos processos produtivos

Redundâncias, etapas desnecessárias, tempo e esforço gastos à toa e tarefas sem um responsável são muito comuns em empresas e indústrias que lidam com um alto volume de atividades e fluxo de informações. A padronização de processos permite que esses gargalos sejam identificados e eliminados, garantindo maior transparência e controle sobre o que a sua equipe desempenha diariamente.

2. Redução de falhas e variações de qualidade

A padronização no processo produtivo também é essencial para garantir um padrão de qualidade nos produtos e serviços, fundamental em indústrias do segmento alimentício, de embalagens e automotivo, por exemplo. Assim, se você contar com um sistema produtivo bem definido e executado conforme o esperado, seus resultados automaticamente estarão alinhados com o previsto.

3. Aumento da produtividade

A padronização de processos promove a eficiência e a agilidade em cada etapa da sua produção, uma vez que otimiza o sequenciamento e gerenciamento de suas atividades. Com isso, você também reduz retrabalhos e a ociosidade de equipamentos e colaboradores.

4. Assertividade no treinamento da sua equipe

Com todos os processos mapeados, documentados e padronizados, fica muito mais prático treinar sua equipe e, inclusive, integrar novos colaboradores. Afinal, se você disponibiliza documentos confiáveis para o seu time, com todas as informações necessárias sobre as responsabilidades e atividades de cada setor, você garante que todos saibam quando e como cada tarefa deve ser realizada.

5. Melhor experiência do cliente

Além de prevenir a variação na qualidade de seus produtos e serviços, a padronização de processos também evita atrasos e problemas em suas entregas. Dessa forma, essa estratégia transmite a confiança que o seu cliente busca e promove uma experiência positiva para toda a sua carteira.

6. Uso correto dos recursos

Os recursos e a matéria-prima estão entre os maiores bens de uma indústria, essenciais para o funcionamento de todos os processos e a qualidade de todas as entregas. A partir da padronização dos processos, é possível otimizar o gerenciamento do seu estoque e de seus investimentos, bem como garantir maior controle aos departamentos de compras e vendas, reduzindo prejuízos, desperdícios e indisponibilidades.

7. Redução de custos

Com o aumento da produtividade, a agilidade e otimização dos processos, o uso correto dos recursos e a eliminação de falhas, retrabalhos, prejuízos e desperdícios, consequentemente, a padronização de processos também permite que você reduza gastos desnecessários e potencialize a lucratividade da sua indústria!

Como implementar a padronização dos processos?

Para mapear e padronizar os seus processos, é preciso entender alguns aspectos antes:

1. O que está em jogo? – Compreender os recursos e motivos envolvidos;
2. Quais são as prioridades? – Estabelecer quais processos serão mapeados e padronizados;
3. Quem são os responsáveis? – Definir os indivíduos envolvidos em cada etapa;
4. Por onde começar? – Decidir quais ferramentas e estratégias serão aplicadas;
5. Quando começar? – Definir os prazos de início e término do projeto para que ele não se perca com o tempo.

Para responder a esses questionamentos de forma assertiva, é preciso ter em mãos informações confiáveis, que te ajudem na identificação das atividades, bem como no estabelecimento de metas e métricas coerentes.

Justamente por isso, a pergunta 4 (quais ferramentas e estratégias serão aplicadas) é um de seus principais direcionamentos. Contar com a tecnologia e sistemas que contribuam com o mapeamento, o controle e a padronização de processos é indispensável para construir uma cadeia de valor para a produção da sua indústria. Um sistema ERP, por exemplo, faz toda a diferença na hora de garantir dados atualizados em tempo real, com total integração entre seus departamentos.

Se quiser entender melhor como um sistema de gestão pode te ajudar com esse processo, dê uma olhada no ERP especialista em indústrias, desenvolvido pela ABC71, e conheça as principais funcionalidades desse software!

Agora, se você quiser saber mais sobre a padronização de processos e outras estratégias que podem contribuir com a produtividade e lucratividade da sua indústria, confira o eBook exclusivo que desenvolvemos sobre o assunto:

Tudo o que um ERP especialista pode fazer pela sua indústria

Comentários

Tags Relacionadas processos
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se