Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Risco operacional: Como evitar que isso aconteça?

22 de dezembro de 2020
ERP, Gestão
risco-operacional

O risco operacional é definido pela possibilidade de perdas financeiras que acontecem por meio de falhas diversas. Os principais erros acontecem nas seguintes áreas: processos internos, pessoas, sistemas inadequados ou de eventos externos.

Esses riscos podem gerar uma série de problemas, principalmente financeiros e de comprometimento da credibilidade do seu negócio.  No entanto, alguns riscos podem ser previstos com antecedências e serem evitados.

Quais são os tipos de risco operacional?

Antes de evitar um risco operacional, é importante compreender a categoria que o mesmo pertence e qual desvio que o provoca.

Em geral, existem quatro categorias de risco operacional:

Risco organizacional

A maior parte das empresas costuma fechar em menos de dois anos em razão desse tipo de risco operacional, de acordo com o Sebrae. A empolgação em lucrar de maneira rápida acaba atropelando, por diversas vezes, a criação de estratégias de negócio que irão trazer resultados a longo prazo.

Esse problema acontece por falta de uma gestão estruturada, com processos e fluxos pouco definidos. Se a sua empresa está nessa situação, medidas cabíveis ainda são possíveis.

Risco pessoal

A qualificação de pessoas dentro de uma empresa é fundamental, e isso se reflete nos processos e na quantidade de erros humanos que um empreendimento está lidando.

Falhas humanas, fraudes, corrupção e desmotivação em massa são alguns sintomas de um risco operacional bem sério que pode impactar negativamente na produtividade e no setor financeiro do seu negócio.

Risco de operação

Esse tipo de risco acontece quando não se tem um sistema de informação atualizado. Seja por defeitos técnicos ou falta de uma ferramenta de qualidade, esse tipo de problema pode gerar déficits consideráveis e afetar a saúde financeira de uma empresa.

Risco externo

Os riscos externos fogem bastante do controle da instituição. São aqueles relacionados ao mercado, à política nacional e internacional, cotação do dólar, entre outros aspectos.

Podemos considerar a pandemia do novo coronavírus como um risco externo. Apesar de complexo, é possível “driblar” ou “amenizar” os impactos desse tipo de crise.

Como identificar um risco operacional?

Existem várias formas de identificar um risco operacional que devem ser colocadas em prática desde o início do empreendimento. A ferramenta mais eficaz é a matriz de riscos, ao fazer uma análise mapeando os principais problemas que podem acontecer e impactar negativamente a saúde da empresa.

A falta de análise de risco no segmento industrial pode trazer uma série de prejuízos como: paradas inesperadas, problemas no controle de qualidade, manuseio equivocado de materiais, comprometimento do bem estar dos funcionários, entre outros problemas. Para conhecer melhor sobre como fazer uma análise de risco, temos um conteúdo exclusivo sobre o assunto.

Como evitar que um risco operacional se transforme em um problema de fato?

Ao fazer o mapeamento do risco operacional, é possível começar a mapear soluções de antemão para lidar com os diferentes problemas.

Deixar um capital de giro também é uma solução recomendada para não passar por problemas financeiros, principalmente em eventos que não é possível prever – riscos externos.

Pensando no principal risco que faz com que empresas de diferentes segmentos fechem, o organizacional, é importante aderir a um sistema que integre informações e tenha possibilidade de armazenar dados e documentos importantes para o negócio.

A ABC71 oferece diversas opções de sistema de gestão integrado para empresas de todos os portes. Com soluções personalizadas para cada negócio, investir em uma ferramenta que melhore a comunicação e a transparência de dados é um caminho para evitar que o risco operacional contagie e gere problemas para a sua empresa.

O investimento em um sistema de ERP ajudará você a evitar possíveis riscos, uma vez que ele integra todos os setores da indústria e colabora com um planejamento de estratégias da gestão.

Para saber mais sobre como esse sistema pode ajudar você, entre em contato agora mesmo com um de nossos consultores.

Comentários

Tags Relacionadas ERP para indústriasRisco operacionalsistema de gestão
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se