Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Plano Mestre de Produção (MPS): Benefícios e estratégias para a sua indústria

23 de maio de 2019
ERP
Plano Mestre de Produção (MPS): Benefícios e estratégias para a sua indústria

Visão a longo prazo, menos dores de cabeça e riscos na produção, adequação da demanda e alinhamento das informações entre os departamentos: Esses são os objetivos e propósitos do Plano Mestre de Produção. Entenda como o MPS, também conhecido como PMP, pode contribuir com a eficiência operacional da sua indústria!

Funções e vantagens do Plano Mestre de Produção (MPS)

De forma simples, o MPS (sigla que significa Master Production Schedule) é um documento que estabelece o mix, o volume e os prazos de produção, levando em conta o planejamento de vendas e operações, o nível de estoque de itens finalizados, a carteira de produtos da indústria, bem como as demandas dependentes e independentes.

Responsável por balancear e coordenar os recursos e a demanda de produtos finais, período a período, o módulo tem o papel de definir programas de produção a médio e longo prazo, geralmente considerando um período de até 12 meses.

A partir das projeções estabelecidas no Planejamento de Vendas e Operações (S&OP), o Planejamento Mestre de Produção realiza a análise grosseira do uso da capacidade e dos recursos requeridos na produção (RCCP), contribuindo com a adequação do fluxo produtivo de acordo com as previsões e necessidades do período.

Entre suas funcionalidades, o Plano Mestre de Produção permite:

  • Adequação da oferta e demanda, prevenindo desperdícios e contribuindo com a assertividade do estoque de segurança;
  • Visão ampla de toda a capacidade produtiva e dos recursos críticos para atender a demanda definida;
  • Fundamentação das tomadas de decisão referentes à produção, como contratação de profissionais e investimento em maquinários;
  • Alinhamento entre os departamentos comercial, financeiro e produção, conforme os objetivos e as metas estabelecidas no Plano Mestre de Produção;
  • Direcionamentos para o MRP II (Manufacturing Resources Planning).

Como um ERP pode te ajudar com o Plano Mestre de Produção?

Nós já comentamos aqui no blog a importância da integração e automação de processos para o aumento da produtividade, a otimização do trabalho da sua equipe e o melhor gerenciamento e controle das tarefas diárias. Essas e outras funções de um sistema para indústrias também contribuem de forma decisiva para o estabelecimento de um Plano Mestre de Produção viável e eficiente.

Em cada etapa que integra esse documento, um sistema de gestão te ajuda a garantir informações confiáveis e atualizadas em tempo real. A partir de cálculos automáticos e funcionalidades que permitem a análise de históricos e previsões de vendas, o controle de estoque e o acompanhamento dos prazos, um ERP ainda permite a identificação de gargalos na produção e o estabelecimento de medidas corretivas e preventivas.

Além disso, com um ERP Industrial, você pode integrar as áreas comerciais e operacionais da sua indústria, de forma que suas equipes tenham todas as informações necessárias para lidar com as demandas e expectativas de seus clientes.

O sistema de gestão para indústrias da ABC71, por exemplo, foi desenvolvido com foco no atendimento completo às necessidades desse setor, apresentando todos os módulos necessários para a otimização da produção industrial, incluindo o Plano Mestre de Produção, MRP I e MRP II e Engenharia de Produção, entre diversas outras funcionalidades que integram todos os departamentos de uma indústria.

Quer saber mais? Agende uma demonstração gratuita e conheça essa solução na prática!

Comentários

Tags Relacionadas Plano Mestre de Produção
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se