Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

O que é Just in time e qual a sua importância para a indústria?

17 de junho de 2021
Gestão
Just in time

O Just in time tem sido cada vez mais adotado por indústrias em geral com o objetivo de tornar o trabalho da manufatura mais inteligente e objetivo. O foco principal dessa metodologia é reduzir gastos e evitar que o estoque fique parado por muito tempo.

Com a implementação do sistema just in time, todo o fluxo operacional de uma indústria é mapeado e, quando seguido perfeitamente, ajuda a tornar a rotina mais produtiva.

Existem vários benefícios em adotar essa filosofia no dia a dia da empresa, especialmente para conseguir uma gestão eficaz e aumentar a margem de lucro do seu negócio, já que os impactos estão diretamente relacionados à cadeia produtiva.

Evitar desperdício, evitar estoque desnecessários e custos extras com matéria-prima são só alguns dos benefícios. Quer conhecer mais e como é possível implementar a metodologia no dia a dia da sua indústria? Continue a leitura!

O que é Just in time?

O Just in time é uma filosofia cujo significado é “momento certo”. Trata-se de um método de gestão da produção focado no controle de estoque. Com isso, tudo o que é produzido também é vendido, e não fica parado no armazém.

A principal premissa dessa metodologia é que nada seja produzido, transportado, vendido ou adquirido antes da hora. Na prática, isso significa menos estoque parado e menos desperdício de materiais, pois tudo que é produzido também é comercializado.

Essa filosofia faz parte do processo de melhoria, padronizando processos e criando políticas modernas para reduzir custos, principalmente com estoques elevados, além da criação de políticas para proporcionar o melhor atendimento aos clientes.

Como surgiu o Just in time?

O Just in time foi desenvolvido pela Toyota, no Japão, para evitar o desperdício de materiais, especialmente os recursos naturais em escassez, já que o país acabava de sair de um período de crise.

Em 1929, o sistema fordismo foi gravemente afetado e, portanto, foi necessário a criação de um modelo que reduzisse todos os custos industriais.

Anos mais tarde, após o final da segunda guerra mundial, a empresa japonesa começou a fabricar poucos modelos de automóveis. Em uma viagem para os Estados Unidos, o engenheiro Taiichi Ohno percebeu que os clientes pegavam somente os produtos necessários nas prateleiras dos mercados, no momento certo e na quantidade exata. Sendo assim, a empresa passou a adotar a ideia de produzir somente o que o mercado demandava e após os anos 1970, os automóveis japoneses se tornaram um dos mais competitivos.

Com isso, o Just in time evoluiu para todas as fábricas e até hoje é um modelo replicado por várias empresas.

Vantagens do Just in time

Como pudemos perceber, o JIT é uma filosofia focada na economia de recursos, mas afinal, quais são as vantagens que aplicar esse método nas indústrias pode trazer? Confira a seguir!

Produtividade

Com o just in time é possível otimizar a produção, criar dinâmicas mais focadas e com isso produzir mais, em menos tempo. Com a filosofia de buscar o “momento certo” para fazer cada uma das etapas, é possível centralizar esforços de um jeito bem mais rápido.

Redução de desperdícios

Como a produção é feita sob demanda, isso evita o desperdício de matéria-prima e outros recursos. O que antes poderia virar desvalorização de produto, é algo que as empresas que aplicam o just in time não precisam se preocupar.          

Melhor gestão de estoque

O just in time contribui para ter maior controle de todo o estoque. Implementando a filosofia, é possível reduzir o espaço do armazém.

Eliminar erros frequentes

Com a produção controlada, a sua equipe fica mais focada em cada uma das etapas. Além disso, a tecnologia entra em cena para automatizar processos e reduzir a quantidade de erros, pois um sistema de gestão aliado a inteligência artificial é capaz de assumir tarefas mais mecânicas, enquanto o time está focado na parte mais estratégica.

Elevados níveis de qualidade

O alto nível de demanda faz com que seja muito comum que as empresas percam o foco e isso se reflita na qualidade de seus produtos. No entanto, com uma estratégia mais direcionada é possível preservar a qualidade dos materiais e produtos.

Como um ERP pode ajudar no Just in time?

Um sistema de gestão é capaz de reunir informações sobre a sua indústria de maneira generalizada, unindo todas as etapas, incluindo da supply chain. Dessa forma, sua empresa consegue mais autonomia e poder de negociação com fornecedores.

O just in time precisa que as informações estejam centralizadas e disponíveis, pois se trata de uma metodologia pautada na transparência. Por essa razão, um software ERP é a solução ideal, pois oferece dados em uma interface simples e atualizada em tempo real.

Além disso, é possível otimizar tarefas do front-office e do backoffice e automatizá-las para conseguir reduzir a taxa de erros e também tornar o ambiente industrial mais produtivo e ágil.

Para implementar um fluxo contínuo de produção é importante ter tudo mapeado e controlado, para a operação do chão de fábrica ser mais eficiente. Isso resulta em uma maior gestão do controle de qualidade, que para os seus clientes, se reflete em produtos focados na experiência do usuário. 

Quer aperfeiçoar os processos na sua empresa e implementar o Just in time? A ABC71 foi a pioneira em ERP para indústria no Brasil e possui soluções personalizadas para o seu negócio. Entre em contato e solicite um orçamento!

Comentários

Tags Relacionadas
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se