Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Entenda as principais obrigações do SPED para Indústrias

13 de abril de 2018
Gestão, Mercado
SPED para Indústrias

Estabelecido em 2007, o SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) apresenta diferentes obrigatoriedades para as indústrias e empresas brasileiras, de diferentes portes e segmentos, a fim de organizar e otimizar o acompanhamento fiscal e tributário.

Cada obrigação tem suas próprias exigências e singularidades. Pensando nisso, desenvolvemos esse artigo para te ajudar a entender as 5 entregas mais importantes do sistema para o setor industrial. Vamos lá!

5 Obrigações do SPED importantes para a sua indústria

SPED Fiscal

O SPED Fiscal é uma obrigação mensal que reúne os registros de entradas e saídas, inventários, apurações de IPI e ICMS, livro CIAP e Bloco K, com o objetivo de facilitar, agilizar e acompanhar de perto os números gerais de impostos.

Bloco K

Com o objetivo de acabar com a sonegação de impostos, o Governo Brasileiro criou o Bloco K, uma obrigatoriedade acessória ao SPED, que deve ser transmitida todo mês para a Receita Federal, no formato digital. A partir dessa apuração, os órgãos públicos – e inclusive a própria indústria, acompanham de forma mais eficiente o processo produtivo e a movimentação completa de cada produto do estoque.

SPED Contábil

O SPED Contábil é uma prestação anual que reúne todas as informações contábeis das empresas e indústrias. Podemos dizer que essa obrigação tem o objetivo de substituir os livros da escrituração pelos seus equivalentes digitais. Ou seja, uma forma mais simples e rápida de entregar o que antes as indústrias tinham grandes problemas com a entrega no papel.

ECF

A ECF (Escrituração Contábil Fiscal) é uma das obrigações mais elaboradas do SPED, substituindo a DIPJ (Declaração das Informações Econômicas da Pessoa Jurídica) desde 2014. Com o objetivo de aprimorar o processo de fiscalização a partir do cruzamento de dados, a ECF também conecta os dados contábeis e fiscais do apuramento do IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido).

SPED Reinf

A EFD-Reinf (Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais) é um módulo recente do SPED que vem como complemento ao eSocial. A nova escrituração é válida para todas as pessoas jurídicas com faturamento anual superior a R$78 Milhões de reais, substituindo informações de outras obrigações acessórias, como GFIP, DIRF e DCTF.

NF-e

Obrigatória desde 2006, a NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) foi criada com o intuito de substituir o formato impresso das notas fiscais, facilitando o lançamento e a organização dos recibos. Emitida a cada operação, a NF-e pode ser rejeitada pelo por diferentes motivos, sendo também comparada com o que foi entregue na ECF, no SPED Fiscal e Contábil.

São muitos detalhes, particularidades e mudanças, demandando muita atenção na hora de apurar cada informação. Para ajudar a sua indústria, nós desenvolvemos um calendário exclusivo, com os prazos de entrega das principais obrigações do SPED. Baixe gratuitamente nosso material e evite atrasos nas prestações!

[Infográfico] Calendário SPED 2018
Comentários

Tags Relacionadas
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se