Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Como controlar o ativo imobilizado da sua indústria?

31 de julho de 2019
Gestão
Como controlar o ativo imobilizado da sua indústria?

Muitas vezes encarado como mera burocracia, o controle patrimonial é essencial para garantir a lucratividade e a conformidade nas prestações contábeis. Um dos cuidados importantes nesse processo é o gerenciamento do ativo imobilizado, você sabe como controlá-lo?

Entenda o que deve compor o seu cálculo, além de por que e como controlar os ativos imobilizados da sua indústria!

O que é ativo imobilizado?

O ativo imobilizado é o conjunto de bens tangíveis necessários para a operação e manutenção das atividades de uma organização, como edifícios, matéria-prima, máquinas e equipamentos. Diferentemente do ativo circulante, o ativo imobilizado não é destinado à venda, devendo:

  • Ser mantido para uso na produção ou na comercialização de mercadorias e serviços, bem como locação ou finalidades administrativas;
  • Ter perspectiva de uso de mais de doze meses;
  • Promover benefícios econômicos à empresa;
  • Ter custo mensurável para a organização.

Desafios e oportunidades do controle de ativo imobilizado

O controle do ativo imobilizado da sua indústria não só é indispensável para a adequação da sua gestão às prestações contábeis, como também é determinante para a orientação de seus investimentos, a redução de riscos e incertezas. Como assim?

O simples cálculo incorreto da depreciação de um ativo, por exemplo, pode aumentar a quantidade de impostos a serem pagos pela sua indústria e, consequentemente, dificultar suas possibilidades de acúmulo de capital.

Dessa forma, gerenciar adequadamente o seu ativo imobilizado traz oportunidades como:

  • Acompanhamento e relatórios periódicos, evitando furtos, desvios de bens, sonegação de impostos e pagamentos excedentes;
  • Consciência sobre o ciclo de vida útil dos ativos, demonstrando a necessidade de aplicação em novos investimentos e a realocação de ativos obsoletos para a geração de novas receitas;
  • Segurança e confiabilidade para o patrimônio de sua empresa, com cálculos que consideram os devidos ajustes contábeis e são prestados de acordo com a legislação;
  • Facilidade na aprovação de crédito e atração de investimentos, evitando sanções fiscais e promovendo o balanço de seu patrimônio.

Como um ERP pode te ajudar?

Com um ERP industrial, a gestão do ativo imobilizado da sua indústria é realizada de forma ágil e automática, desde a aquisição até a baixa total de seus bens.

Com um módulo específico destinado a esse controle, o sistema é capaz de controlar todo o ciclo de vida de seus ativos, com uma série de funcionalidades para o cálculo das depreciações e a recuperação de impostos.

O sistema de gestão para indústrias da ABC71, por exemplo, realiza o cadastro automático de bens por meio de integração com as notas fiscais do módulo de Recebimento e o módulo de Contabilidade. Com o registro das informações de forma confiável, o ERP gera as depreciações dos bens por intervalo de meses/ ano ou por faixa de bens.

Além disso, o sistema detecta erros e advertências a partir de auditorias completas, que incluem estornos do ICMS, PIS/ COFINS e CIAP. Todo esse controle é garantido pela análise do histórico de baixas totais e parciais, bem como pela possibilidade de rastreamento das alterações em informações pertinentes aos bens da sua indústria.

De fato, há diversas vantagens de um sistema de gestão para o controle do ativo imobilizado e todo o patrimônio da sua indústria. Você pode conhecer essas e outras funcionalidades na prática, agendando uma demonstração gratuita com nossa equipe de especialistas. Entre em contato e tire suas dúvidas!

Comentários

Tags Relacionadas Gestão
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se