Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial. Cadastre-se

Tudo o que você precisa saber sobre Capital de Giro

30 de dezembro de 2021
ERP
capital de giro

Toda empresa já passou por momentos de sufoco financeiro, por diferentes motivos. Entretanto, algumas passam por situações complicadas mesmo vendendo bastante durante o mês, o que caracteriza a falta de um capital de giro.

Ter um caixa para arcar com operações diárias e dívidas a curto prazo é fundamental para evitar prejuízos. É exatamente essa a função do capital de giro: garantir uma parcela do dinheiro e destiná-la aos compromissos diários e à melhoria e continuidade da operação, contribuindo diretamente na produtividade e segurança financeira da empresa.

Ter um bom controle financeiro em todas as etapas de produção é fundamental, mas contar com o capital de giro é indispensável. É a partir dele que as operações do dia a dia podem ser feitas da maneira correta, além de ajudar a cobrir custos relacionados aos tributos, salários, aluguéis, estoque e muito mais.

Quais os tipos de capital de giro?

Atualmente, é possível classificar de 4 maneiras diferentes, que são:

  • Capital de giro positivo: O capital de giro positivo significa que a empresa tem mais entrada do que saída, sendo o cenário perfeito para o empreendimento;
  • Capital de giro negativo: aqui, a empresa gasta mais do que recebe, embora possa ser um diagnóstico considerado normal no início do negócio, que demanda de mais investimentos e custos;
  • Capital de giro líquido: é a montante dos recursos sem contar ativos circulantes, como imóveis e bens, já que não podem ser convertidos em dinheiro em um curto prazo;
  • Investimento em capital de giro: é o dinheiro capaz de cobrir os encargos que as empresas normalmente têm logo após um investimento, como a compra de equipamentos ou de um local próprio, por exemplo.

Como calcular o capital de giro?

O cálculo do capital de giro é feito de maneira simples. É necessário subtrair o passivo circulante do ativo circulante.

O ativo circulante é o dinheiro ou qualquer tipo de ativo capaz de ser convertido em dinheiro no período de 1 ano. Entre eles estão os estoques, investimentos de curto prazo, contas a receber, entre outros.

Já os passivos circulantes são as dívidas ou contas de curto prazo que precisam ser pagas, como salários, fornecedores, impostos, empréstimos e mais.

O ideal para as empresas é ter um capital positivo, ou seja: com mais ativos circulantes do que passivos circulantes. Apesar disso, como já mencionado, é comum que empresas novas tenham um capital de giro negativo devido aos investimentos iniciais, mas é um cenário completamente reversível.

Capital de giro e planejamento financeiro: quais os benefícios?

O capital de giro positivo faz parte de um bom planejamento financeiro e toda empresa deve contar com estratégias assertivas para controlar melhor o dinheiro. Com esse controle, os empreendimentos podem reduzir uma série de problemas e trazer grandes benefícios. Conheça alguns dos principais abaixo.

Reduz gastos desnecessários

Ter um capital de giro alinhado à gestão financeira minimiza consideravelmente gastos imprevistos e até mesmo desnecessários. Isso porque os custos e despesas sempre estão sob controle da empresa, conseguindo prever e organizar melhor o dinheiro em caixa e, consequentemente, evitar dívidas dispensáveis.

Recupera a saúde financeira

Toda empresa precisa de fluxo de caixa para funcionar, isso é um fato. Quando esse fluxo está negativo ou é inconstante o empreendimento é bastante prejudicado, já que não é possível prever a quantidade de dinheiro em caixa.

Assim, implementando uma gestão financeira eficiente com a presença do capital de giro, a empresa consegue recuperar a saúde financeira e manter um equilíbrio do dinheiro, estando precavida em imprevistos ou em débitos inesperados.

Traz maior controle sobre as entradas e saídas

Dê adeus ao descontrole de pagamentos e dívidas! Tendo um capital de giro, os gestores conseguem controlar exatamente a quantidade de dinheiro que está saindo e para quê, a fim de entender onde há necessidade de gastos, além de ter uma margem livre para despesas sem comprometer o orçamento de outras áreas da empresa.

Gestão de estoque

Ter uma boa gestão de estoque é fundamental para ter um bom capital de giro. Isso porque o estoque sempre exige investimento, seja para controle ou para a compra de novos produtos, além do pagamento de fornecedores e outras questões similares.

Assim, gerir de forma eficiente o estoque garante um melhor aproveitamento do capital de giro, evitando grandes investimentos de forma desnecessária e o dinheiro parado no caixa.

Evita atrasos e pagamento de multas

O capital de giro é um orçamento destinado às operações do dia a dia, ou seja: também é útil para cobrir salários, se necessário, ou complementar no pagamento de impostos. É exatamente por esse motivo que ter essa margem livre é bastante vantajoso, minimizando os riscos de atrasar pagamentos ou pagar multas referentes a esse atraso.

Como planejar, organizar e supervisionar o capital de giro?

Para desenvolver o capital de giro, bem como a gestão financeira e os demais recursos relativos à organização e controle do dinheiro de uma empresa, é possível optar por diferentes métodos.

Um deles é com o uso do ERP, um software de gestão altamente tecnológico capaz de integrar e permitir um melhor controle sobre diferentes etapas produtivas de uma empresa, como o capital de giro e a gestão financeira como um todo.

Com o auxílio do ERP, a sua empresa fica despreocupada quanto ao controle do capital de giro, já que ele é automatizado e busca otimizar essa e muitas outras etapas do dia a dia do seu negócio.

A sua capacidade integradora permite que as questões relativas ao capital estejam diretamente interligadas com as áreas em que ele atua, como o controle de estoque, garantindo informações precisas e assertivas aos gestores, que tomam decisões com maior facilidade e certeza.

E para garantir a implementação do ERP na sua empresa, fale com a ABC71, que é especialista no software e atua há décadas no setor com o objetivo de tornar o dia a dia produtivo bem mais otimizado, automatizado e eficiente. Entre em contato com um dos nossos consultores para saber mais sobre o ERP!

Comentários

Tags Relacionadas capital de giro
Publicações relacionadas

Não perca nenhuma novidade! Receba nossos artigos e materiais e fique preparado para os desafios da gestão industrial.

Cadastre-se