Travema investe em solução ERP Omega da ABC71 para dar continuidade ao processo de crescimento

Travema investe em solução ERP Omega da ABC71 para dar continuidade ao processo de crescimento

Fabricante de sistemas de proteção para logística deve ampliar portfólio de produtos com sistema integrado de gestão

Com 26 anos de atuação no mercado logístico, a Travema, fabricante de protetores para estruturas de armazenagem, é o mais novo cliente da ABC71. A empresa acaba de contratar o ERP Omega da ABC71 como a solução de gestão empresarial que irá ajuda-los a enfrentar um novo desafio a partir de 2012: consolidar-se no mercado de estruturas de armazenagem, onde passou a oferecer – no final do ano passado uma variedade de produtos, tais como porta-paletes, drive-in, drive-thru, cantilever, push back e estanterias leves.

De acordo com o engenheiro e sócio da empresa, Robson Luís Neves Abade, a fabricação de estruturas de armazenagem é uma extensão natural do foco principal da Travema, que é o segmento logístico. “Nosso principal objetivo com a atuação neste novo segmento é consolidar nossa posição como um dos principais e mais confiáveis fornecedores do mercado”, ressalta Abade.

Para viabilizar essa estratégia de expansão de mercado, Abade explica que a empresa decidiu investir em sistema de gestão integrado que fosse capaz de suportar as necessidades que o mercado exige. “Optamos pelo ERP Omega por apresentar a melhor relação custo-benefício entre os fornecedores avaliados no mercado e por ser uma solução com forte atuação no segmento industrial”, ressalta o executivo, ao completar que a interface amigável do sistema também contribuiu para a escolha da ferramenta. “A facilidade de navegação e a agilidade da tecnologia em apresentar e consolidar as informações necessárias foram grandes atrativos. Esperamos ter dado início em uma longa parceria que irá trazer grandes resultados a partir desse ano”, afirma Abade.

De acordo com Abade, a Travema investiu US$ 4,5 milhões – sendo US$ 3 milhões de recursos próprios e o restante financiado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) – para iniciar a fabricação de oito linhas de estanterias – porta-paletes, drive-in, drive-thru, cantilever, flow rack, estanteria leve, porta-palete dinâmico e convencional.

Há dois anos, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) normatizou as proteções de coluna das estruturas de armazenagem. Após essa decisão, os fabricantes começaram a produzir mais esse dispositivo aumentando a concorrência. Foi nesse momento que e a Travema sentiu a necessidade de expandir sua atuação.

Após dois anos de estudos de mercado, onde a empresa avaliou que poderia ser competitiva, o início dos trabalhos já é comemorado: a fábrica, instalada em Morungaba (SP) numa área de 27 mil metros quadrados, sendo quatro mil metros quadrados de área de produção, já fabrica o porta-paletes seletivo. “Este produto atende cerca de 70% do mercado”, garante. Inicialmente, o local processará 200 toneladas de chapas de aço por mês em um turno, mas tem capacidade para 750 toneladas mensais.

O executivo diz que a fábrica será ampliada em mais três mil metros quadrados, mas não há uma data estipulada, uma vez que a iniciativa será realizada de acordo com o desempenho da companhia neste novo segmento e com os resultados obtidos a partir dos recentes investimentos em tecnologia.