QMC Telecom adquire ERP Omega da ABC71 visando melhoria contínua em seus processos de trabalho

QMC Telecom adquire ERP Omega da ABC71 visando melhoria contínua em seus processos de trabalho

Empresa espera integrar todos os departamentos e, com mais precisão na gestão, aumentar ainda mais a satisfação do seu cliente



Há dois anos no mercado brasileiro, a QMC Telecom, empresa que fornece infraestrutura no segmento de telecomunicações, vem crescendo e conquistando seu espaço no país – a companhia foi criada em 2008, em Porto Rico. Para apoiar esse desenvolvimento, a QMC Telecom resolveu investir na implantação do ERP Omega, da ABC71.

“Temos obsessão por eficiência. Implementando rotinas e processos de trabalho confiáveis, aumentaremos a eficiência ainda mais. Com isso, reduziremos o tempo de execução de nossas rotinas, aumentaremos a satisfação do cliente e conseguiremos informações que serão fundamentais para o alinhamento estratégico da empresa”, afirma o Gerente de TI da QMC Telecom, Leonardo Marcondes Bumrad.

Atualmente, a companhia terceiriza algumas atividades relacionadas às áreas fiscal e contábil. “Nossa principal necessidade é ter uma base de dados confiável, além de realizar internamente atividades fiscais e contábeis que, hoje, são feitas por terceiros”, diz o coordenador de TI.

Com a implantação do ERP Omega, Bumrad deseja alcançar objetivos, como: diminuir o tempo de entrega do serviço ao cliente; reduzir o prazo de execução das atividades; garantir visibilidade do processo, tornando evidente itens como custo, qualidade, prazos e recursos; obter informações confiáveis para definição de metas; além de integrar todos os departamentos.

A intenção é que a implantação seja finalizada em janeiro do ano que vem e, para o Gerente de TI, um dos principais desafios é superar as expectativas das áreas de negócio e patrocinadores do projeto. “Espero alcançar os resultados esperados e que a parceria com a ABC71 seja duradoura. Quero contar com a empresa especialmente nos momentos de dificuldades e possíveis divergências”, coloca Bumrad.