Grupo Combustol & Metalpó utiliza software da ABC71 para garantir excelência na qualidade

Grupo Combustol & Metalpó utiliza software da ABC71 para garantir excelência na qualidade

Empresa conta com os recursos dos módulos de inspeção da qualidade e metrologia

Com o fortalecimento no mercado e a preocupação permanente com o nível de qualidade, a empresa implantou os módulos de Inspeção de Qualidade e Metrologia do ERP Omega. “Inicialmente, nosso controle de entrada e saída dos materiais era parcialmente manual e, com o início do processo para nos adequarmos às normas ISO, tínhamos que contar com um gerenciamento das informações de forma mais eficiente e segura”, afirma o supervisor de controle e qualidade do Grupo, Tarciso Souza.

O Grupo Combustol & Metalpó atua há mais de 50 anos, tem cerca de 400 funcionários, e fabrica fornos industriais, refratários e presta serviços na área de tratamento térmico; além disso, produz pós metálicos não-ferrosos e peças sinterizadas, que atendem às indústrias metalúrgica, automobilística, mecânica, elétrica, eletrônica, agrícola, entre outras.

Com uma produção média de 8 milhões de peças ao mês (em alguns anos esse índice chegou a 10 milhões de peças ao mês), a empresa investiu no sistema e começou a aperfeiçoar os processos de trabalho. O registro de todos os materiais foi automatizado pelo módulo de Inspeção de Qualidade, garantindo agilidade para rastrear os produtos. “Antes, em alguns casos específicos, tínhamos que consultar papéis e cartões para localizar o histórico de algum produto, o que dificultava o trabalho quando tínhamos um alto volume de itens. Com o sistema, conseguimos identificar as informações que precisamos rapidamente, facilitando o dia a dia da equipe”, diz Souza.

Outro benefício obtido com a implantação do software é na busca de dados para auxiliar as auditorias realizadas pelos clientes da empresa. “Quando nossos clientes passam por auditoria, eles precisam das especificações dos produtos, e temos que ajudá-los nesse processo”, explica o supervisor.

Já o módulo de Metrologia, de acordo com Souza, é fundamental para a realização do cálculo de incertezas, fornecendo dados precisos. “O sistema ajuda a gerenciar e calibrar os instrumentos, assim, garantimos que o produto atenda os requisitos das normas de qualidade e as especificações de nossos clientes. Conseguimos controlar esse trabalho e fazer uma melhor programação, com total confiança nos dados”, afirma.

Os bons resultados conquistados e a ótima sintonia com a ABC71 fizeram com que o Grupo resolvesse passar por uma atualização dos módulos e, assim obter novos benefícios. “Temos um relacionamento duradouro com a empresa o que nos permite entender as suas reais necessidades e oferecer soluções para melhorar cada vez mais a gestão do negócio”, afirma o consultor da ABC71, Marcos Pinheiro. “Estamos muito presentes no cliente e isso é importante até para sugerir rotinas que podem ser mais eficientes e produtivas”, completa.

Segundo o supervisor do Grupo, após a atualização foi possível ter mais versatilidade no acesso aos sistemas, pois o número de máquinas que rodam o software e o número de acessos simultâneos aumentou. “Isso é importante, pois temos profissionais de várias áreas que usam o sistema, tanto na área produtiva como administrativa e, antes, eles precisavam se deslocar para acessar ou acrescentar alguma informação”, explica o Souza.

Para conhecer as novas rotinas do software, a equipe passou por um treinamento. “Ainda não estamos usando todas as funções disponíveis, mas já enxergo melhorias que podem facilitar muito mais o nosso trabalho”, diz Souza. Entre elas, o supervisor destaca a comutação automática, no módulo Inspeção de Qualidade, da alteração do status de skip-lote. “Todo item que chega precisa ser inspecionado e tem o seu lote controlado. Isso pode ser feito de forma automática. Vamos ganhar tempo e produtividade”, avalia.

Outro recurso importante, que deve ser utilizado pela empresa, é o de avaliação de fornecedores. “De forma simples teremos acesso ao ranking dos nossos fornecedores. Basta informar o que precisamos e, rapidamente, recebemos as informações”, diz Souza. “E ainda podemos ter o controle de qualidade. Quando o IQF – Índice de Qualidade do Fornecedor – estiver baixo, é possível realizar ações de melhorias”, completa.

Segundo o supervisor, ainda há muito a ser explorado no sistema. “O software é muito completo. Tenho certeza que podemos evoluir cada vez mais. Até o momento, o sistema ajudou muito em nossa evolução e passamos sempre muito bem pelas auditorias realizadas na empresa. Temos uma parceria duradoura com a ABC71, somos bem atendidos e a equipe sabe ouvir as nossas necessidades, procurando sempre nos ajudar”, coloca.