Resil inicia implantação do ERP Omega da ABC71 visando obter informações confiáveis para suporte na tomada de decisões

Resil inicia implantação do ERP Omega da ABC71 visando obter informações confiáveis para suporte na tomada de decisões

Já consolidada no mercado, a Resil – empresa que desenvolve uma linha completa de equipamentos de combate a incêndios (extintores, mangueiras, suporte para extintores, componentes, entre outros), além de produtos automotivos – buscou uma solução de gestão empresarial para integrar as informações e obter dados mais confiáveis que possam ajudar no desenvolvimento estratégico da empresa, mantendo assim, seu fortalecimento no setor. A solução escolhida foi o ERP Omega, desenvolvido pela ABC71.

“A empresa está sempre investindo para se diferenciar no mercado”, avalia o gerente de projetos em TI da Resil, Marcos Theodoro de Siqueira Filho. Hoje, a Resil, que tem cerca de 900 funcionários, é líder na América Latina no merca do de extintores de incêndio e suporte para extintores, atende todas as montadoras e exporta para os cinco continentes.

“Optamos pelo ERP Omega, pois o sistema atende de forma completa à legislação brasileira, um ponto fundamental para o nosso negócio. Além disso, o custo acessível foi outro ponto que ajudou na decisão”, diz o gerente.

A implantação do ERP Omega foi dividida em duas fases. A primeira com os módulos de Contabilidade, Contas a Receber, Contas a Pagar, Fluxo de Caixa, Recebimento, Estoque, Produção, Faturamento e Vendas para Montadoras. “Nesse momento inicial, queremos um sistema integrado que reduza a digitação manual existente e o retrabalho causados por erros. E, o ponto mais importante, ter dados confiáveis para auxiliar a tomada de decisão da nossa diretoria”, afirma Marcos Theodoro. Os módulos de Vendas, Compras, Qualidade, Fretes e Planejamento de Materiais ficaram para a segunda fase.

Para o gerente, a implantação será um desafio. “É uma quebra de paradigma, uma vez que os colaboradores estão acostumados a utilizar um sistema caseiro. Com o ERP, eles terão ainda, que passar a trabalhar de forma integrada, ou seja, pensar sempre no impacto da sua atividade na área do outro”, avalia. “Esperamos que a experiência de mercado da ABC71 nos ajude com esse desafio e que a empresa possa nos atender da melhor forma possível diante das necessidades que surgem no mercado”, destaca o gerente.