ERP Omega integra os processos na Pão de Batata e facilita a tomada de decisão

ERP Omega integra os processos na Pão de Batata e facilita a tomada de decisão

Redução de tempo e etapas, aliada à maior confiança nas informações geradas. Esse é o balanço que a Pão de Batata & Cia – empresa pioneira na produção de pães de batata congelados para distribuição no pequeno varejo – faz após passar a utilizar o sistema de gestão empresarial da ABC71, o ERP Omega.

A empresa atua por meio de quatro mil pontos-de-vendas em todo País, para os quais produz e distribui mais de 60 produtos diferentes. Mantém ainda um parque fabril em Diadema (São Paulo), de sete mil metros quadrados, com mais de 200 funcionários, filiais no Rio de Janeiro, Vale do Paraíba e Campinas, e distribuidores e representantes em todo o território nacional.

Para dar conta de atender aos processos que envolvem toda a cadeia, a empresa necessitava de uma ferramenta administrativa robusta e, ao mesmo tempo, que fosse fácil de ser operada. Realizou uma pesquisa de mercado para verificar qual ERP (sistema de gerenciamento empresarial) era mais adequado às necessidades da Pão de Batata & Cia. Mais de sete produtos foram avaliados e a solução desenvolvida pela ABC71 acabou escolhida por apresentar custo compatível ao plano de investimento da empresa, oferecer aderência aos processos corporativos planejados. Além disso, a empresa consultou clientes que já possuíam o ERP Omega para saber como era a sua utilização no dia a dia.

“Hoje já conseguimos maior agilidade em todas as rotinas da empresa. Eliminamos o uso de planilhas manuais e no Excel em muitos dos nossos controles. Ganhamos com isso mais eficiência na hora de atender ao nosso cliente e também na hora de visualizar os números da empresa”, lista a diretora comercial da Pão de Batata, Sylvia Rodrigues.

Outro ganho destacado com o ERP Omega é o maior rigor na veracidade das informações dos balanços diários, semanais e mensais. O gerente de Sistemas e Projetos Integrados da companhia, Aderbal Luiz Sereno, lembra que antes da implantação do novo software, a empresa não costumava balizar a tomada de decisões olhando para esses números.

“Não tínhamos confiança na forma que esses balanços eram feitos. Hoje os fechamentos diários e mensais, além de serem feitos muito mais rapidamente, são, principalmente, confiáveis”, comenta. Na época em que a Pão de Batata adquiriu o software, o executivo diz que a expectativa era a de conseguir justamente melhorar os resultados no acompanhamento do negócio, com indicadores mais precisos. “Sem dúvida atingimos a esse objetivo e ainda conseguimos diminuir outros custos, como o com mão de obra, já que o programa serviu para agilizar e reduzir diversas etapas de nossa rotina, diminuindo o número de pessoas envolvidas nesses processos”, afirma o executivo. A companhia tem ainda à disposição uma gama de informações no ERP Omega para consultas e relatórios operacionais que estão servindo, inclusive, conforme Sereno, na tomada de decisões.